Cristãos realmente nunca pecam?

Cristãos realmente nunca pecam? Como eles poderiam?

“Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós.” (1 João 1:8)

João tem uma resposta ao falso ensinamento e rejeita toda a noção de ausência de pecado em pessoas nascidas de novo.

Evidentemente, o modo com que este falso ensinamento estava operando era que, ao desconectar o ser justo do praticar justiça.

Vejamos:
“Filhinhos, não deixem que ninguém os engane. Aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo.” 1 João 3:7

Eles eram capazes de dizer: “Bem, mesmo se o seu corpo faz coisas pecaminosas, não é realmente você. O você real é o você nascido de novo; e o você real está tão acima da vida física diária que nunca é corrompido pelo pecado”.

Então, esta desconexão que os falsos professores fizeram entre    quem você é e o que você faz os levou, evidentemente, leva. a dizer que crentes nunca realmente pecam. Como eles poderiam? Eles são nascidos de Deus. São novas criaturas. Eles têm a semente de Deus neles.

Então, João dirige suas armas a este erro três vezes. É importante que você os veja.

1) Não Há Cristãos Sem Pecado.

“Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós.” Nós! Nós crentes nascidos de novo. Em outras palavras, não deixe o engano destes falsos professores operar. Não há cristãos que não cometem pecado. (1 João 1:8)

2) O Nascido de Novo tem um Advogado.

“Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo;”. (1 João 2:1)

Em outras palavras, João não assume que se você pecar, você não é nascido de novo. Ele assume que se você pecar, você tem um Advogado, Jesus Cristo. E apenas aqueles que são nascidos de novo tem esse Advogado.

3) Existe Pecado Que Não Leva à Morte.

“Se alguém vir a seu irmão cometer pecado não para morte, pedirá, e Deus lhe dará vida, aos que não pecam para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que rogue. Toda iniquidade é pecado, e há pecado que não é para morte..” (1 João 5:16-17)

Preste bem atenção na última cláusula: “Há pecado que não é para morte“. É por isso que você pode ver o seu irmão cometendo pecado. Ele é seu irmão. Ele é nascido de novo. E ele está pecando. Como pode ser? Porque há pecado que não leva à morte. Eu não penso que há tipos particulares de pecados em vista, mas graus de enraizamento e persistência habitual. Há um ponto de pecado confirmado que pode o tirar da linha de retorno e você será como Esaú que buscou arrependimento e não conseguiu encontrá-lo (Hebreus 12:16-17).

Que nosso desafio diário seja de não praticar atos pecaminosos, quer seja por ações, omissões ou pensamentos. Observemos como Deus se agradou de Jó ao mencionar que “Seu servo Jó se desviava do mal.(Jó 1:8)
Façamos igual.

Oremos – Pai ajude-me a viver uma vida de Santidade buscando desviar-me do pecado, que eu nunca venha a cair em um determinado pecado que não tenha mais retorno assim como aconteceu com Esaú. Eu oro em Nome de Jesus, amém.

Pr. Ranieri Farias
Estudo baseado no artigo – John Piper -Everyone Who Is Born Of God Does Not Live In The Practice Of Sin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s